terça-feira, 10 de julho de 2012

indecisão


às vezes me sinto
como um jarro sem flores
esquecido num canto
com água até a metade
cuja única função
parece ser enlouquecer
numa indecisão excruciante.

Márcia Leite

2 comentários:

Paulo Tamburro. disse...

às vezes me sinto
como um jarro sem flores
esquecido num canto
com água até a metade
cuja única função
parece ser enlouquecer
numa indecisão excruciante

Olá Marcia,

resta saber como você vê est quantidade de água deste jarro esquecido num canto.

Só para lembrr você, mas pra um otimista este vaso estaria meio cheio e o pessimista , diria que está meio vazio!

Sem flores?

E você não é uma?

Indecisões...eu respeito!

Tenho sentido sua falta no Falando sério.

Um abração carioca.

Márcia Leite disse...

Meio cheio, meio cheio, Paulo. Já passei por lá ontem mas ainda não comentei (comentarei).
abs